Canções de Bolso (2012)

by Flavio Torres

supported by
Charles Altman
Charles Altman thumbnail
Charles Altman I stumbled on your music on a Fado station on TuneIn. It just knocked my socks off. I'd love to see you in concert if you ever visit Canada. Your work is outstanding, and by the way, I love your multi-instrumental video for Na Montanha youtu.be/uLwK7oZZ-Hg .
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €5 EUR  or more

     

  • Compact Disc (CD) + Digital Album

    CD em formato caixa cartão de bolso com agradecimentos e créditos.
    -----------------------------------------------------------------------------------------------

    Assim que proceda á compra escolha o País de origem para que sejam calculados os portes de envio, caso seja Portugal acresce 1 euro.

    Includes unlimited streaming of Canções de Bolso (2012) via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 10 days

      €5 EUR or more 

     

1.
2.
3.
04:21
4.
03:40
5.
6.
7.
8.

about

SOBRE O DISCO:
------------------------
Aqui existem reflexos de melancolia luminosa ou de energia suplicante onde a palavra espelha a fonte do sentir.

Este leque de canções escritas em Português retratam histórias do amor, do desencontro ou mesmo de caminhos tortuosos, vivências e críticas que de alguma forma vão ao encontro do estado do país actual.

O conjunto de canções apresentado por Flávio Torres são evidência de uma estética minimal (guitarras, contra baixo, percussões) com o intuito de procurar um som novo e mais inventivo dentro das áreas que o mesmo aborda. As Canções são simples onde o texto marca a pulsação e o ambiente acústico foge ao lugar comum.

credits

released June 30, 2012

Gravado, masterizado e produzido nos Estúdios da Montanha
Gravado e masterizado entre Dezembro de 2011 e Maio de 2012

Parceiros:
Artwork -Catia Nogueira
Fotografia -João Pedro Jesus
Overdrive Productions
Ovelha Eléctrica

tags

license

all rights reserved

about

Flávio Torres Portugal

As a modern-day Songwriter Flavio Torres finds himself in several cultural references without identifying himself with a single nation or country, rather with the cultural richness of the world. His music is therefore a reflection of a protest folk structure, technique of blues, roots of popular Portuguese Music, characteristics of Pop and Soundscapes. ... more

contact / help

Contact Flávio Torres

Streaming and
Download help

Shipping and returns

Track Name: Swing da Corja
Tudo o que vês é um país sem sentido
O Sul é Norte o Norte é Sul invertido
Dançam o Swing de palavras demitidas
No parlamento a corja perdeu-­se em avenidas

Partido A, B, C, D ou E
Fazem do povo sempre a ralé

Tudo o que tens é a voz para gritar
E um jogo de anca, sempre pronto pra lutar
Dançam o Swing de indecisões temporais
No parlamento a corja sofre de efeitos colaterais

Partido A, B, C, D ou E
Fazem do povo sempre a ralé

(haaa haaa haaa)
Acordo mais um dia
O jornal tem a mesma notícia
Canto mais uma canção
O Swing da Corja então

INSTRUMENTAL

Partido A, B, C, D ou E
Fazem do povo sempre a ralé...
Track Name: Vens tão Bem
Vens tão bem

Vens tão bem pra ver o sol
Já nasceu em nuance bemol
Ilumina o nosso olhar
Com a cor de mel para enfeitiçar

Vens tão bem pra ver a lua
Já desceu nesta noite nua
Ilumina o respirar
Das estrelas deste nosso lugar

Vens tão bem pra ver o mar
Já cresceu no nosso luar
Ilumina a alma doce
Que o sal beijou em vez de chorar
Track Name: Sonho Veloz
Sonho Veloz

Grito ao mais alto som
Viajo sem saber onde vou
Grito ao mais alto som
Viajo sem saber quem sou
(hummmmm)
Viajo...sem saber onde vou
Viajo...sem saber quem sou

Ao acordar senti estar longe daqui
Sonho veloz... Que não teve um fim
Quero voltar e continuar a sonhar
Quero ir pra aquele outro lugar

(Instrumental / Coros)
Track Name: Suspiro
Suspiro

Foi um suspiro que ouvi pra mim
E acompanho esse sinal pra ti
Troco um olhar que dança e sorri
Beijo o batom que transpira e não tem fim

Vês o que eu vejo
Vês o que desejo

Vejo no escuro aquela luz pra dois
Que tu transportas pra agora e depois
Sigo a magia dos corações
Talvez a seta acerte em leões

Vês o que eu vejo
Vês o que desejo

E assim gosto de ti
O teu suspiro a confortar
Respiro e digo sim
Ao teu doce voltar
Eu suspiro a confortar
Navego num barco á espera de te remar...

O teu baloiço faz-me sentir bem
Embala a dor que eu faço refém
Quero que entres no meu vai vem
E o conduzas onde não há ninguém

Vês o que eu vejo
Vês o que desejo

E assim gosto de ti
O teu suspiro a confortar
Respiro e digo sim
Ao teu doce voltar
Eu suspiro a confortar
Navego num barco á espera de te remar...

Naquela noite em que o som nos chamou
Tu tocas-te dentro do meu tom
Fechei os olhos e o teu sabor foi bom

E assim gosto de ti
O teu suspiro a confortar
Navego num barco á espera de te remar...
Track Name: Marcha de Abril
Marcha de Abril

No aroma de Abril
Ao sol um cantor chorou
Nem o tempo, esquece o passado
Que nunca naufragou

E ao toque do tambor o povo gritou
Os capitães em luta cercam o domador
E ao som do tambor a glória voltou
A marcha é de vitória a ditadura acabou

Foi o juízo de loucos contra a liberdade
Foram trouxas os homens
Do estado novo de falsidade

E ao toque do tambor o povo gritou
Os capitães em luta cercam o domador
E ao som do tambor a glória voltou
A marcha é de vitória a ditadura acabou

E agora está tudo igual
Ninguém entende este país actual
La la la la la
Ainda há cravos de coragem
Pra espinhos de rosa selvagem
Track Name: Ó minha noite
Ó minha noite

Passo a passo segues o nosso rasto
Tens uma vida secreta
Vês um rosto de desgosto
De um estrela cega

Sobre os caminhos do tempo
Foste sombra e mistério
De astro em astro és companheira
Mesmo do meu ar mais sério

Ó noite não tens nome nem fim
És minha e brincas no silêncio, assim

A tua fala é calada
És imensa e apressada
És a minha partida perdida
És a minha chegada encontrada

Ó noite não tens nome nem fim
És minha e brincas no silêncio, assim

O teu respirar é vento sem palavras nem chão
O teu cheiro é o mundo na palma da mão

Ó minha noite
Ó minha noite
Track Name: Há quanto tempo
Á quanto tempo

Olha pra trás
O que vais ver
Quem foi capaz
De te ver vencer
Pra onde vais
Ninguém quer ver
Segue os demais
E irás perder

Á quanto tempo vês o mundo
Sorrir pra dentro de ti
Á quanto tempo vês o fundo
Comprometido ali
Trocas as voltas ao regresso
De um dia novo sem fim...

Olha pra trás
O que vais ver
Quem foi capaz
De te ver vencer

Á quanto tempo vês o mundo
Sorrir pra dentro de ti
Á quanto tempo vês o fundo
Comprometido ali
Trocas as voltas ao regresso
De um dia novo sem fim...

(Instrumental)

Á quanto tempo vês o mundo
Sorrir pra dentro de ti
Á quanto tempo vês o fundo
Comprometido ali
Trocas as voltas ao regresso
De um dia novo sem fim...