CANALHA (2014)

by Flavio Torres

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €6.99 EUR  or more

     

  • Compact Disc (CD) + Digital Album

    Includes unlimited streaming of CANALHA (2014) via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 3 days
    edition of 200 

      €9.99 EUR or more 

     

1.
03:36
2.
3.
4.
5.
02:51
6.
03:34
7.
8.
9.
10.

about

“Canalha” um disco com uma forte componente Lírica e musicalmente completo com um conjunto de instrumentos particulares dando-lhe a dose certa de tempero criativo, irónico e sentimental. Neste trabalho a linguagem folk revela-se com um lado mais elétrico em ambientes melódicos ou outro mais rápido onde um conjunto de hinos dão vontade de cantarolar mais alto. A mensagem é clara onde todos nos podemos identificar. Como um bom prato nada melhor do que provar!

credits

released March 13, 2014

Musica e letra por Flávio Torres

Músicos convidados: Marco Silva, João Rui, Jorri, Susana Ribeiro, João Salcedas, Tiago Pereira, João Guincho, Paulo Franco, Rui Torres, Diogo Freire, Manuel Povoa.

Um especial agradecimento a todos os envolvidos no Crowd Funding e também a todos aqueles que têm seguido de perto este trabalho e contribuído sempre com um grande apoio de força .

Gravado, misturado e masterizado por João P. Miranda e Flávio Torres no ATTACK RELEASE STUDIO e ESTUDIO DA MONTANHA

Design & Artwork por João Pedro Jesus
Joaopedrojesus.com

Social:
www.facebook.com/flaviotorresmusica
flaviotorres.bandcamp.com
flaviotorresmusica@gmail.com

tags

license

all rights reserved

about

Flávio Torres Portugal

As a modern-day Songwriter Flavio Torres finds himself in several cultural references without identifying himself with a single nation or country, rather with the cultural richness of the world. His music is therefore a reflection of a protest folk structure, technique of blues, roots of popular Portuguese Music, characteristics of Pop and Soundscapes. ... more

contact / help

Contact Flávio Torres

Streaming and
Download help

Shipping and returns

Track Name: CANALHA
A Troika diz que vem para ajudar
Num País duvidoso pra governar
Vejam os nosso estado
Está mais que acabado


São Santos os que cá querem ficar
Num País destinado a pagar
Este é o nosso fado
Somos putos de recado


Canalha e vampiro cruel
Falam e só falam pro papel
Nas ruas vamos multidão
Aclamar a ordem da nação

Lalarara


Quando aparecem na Tv
Dão música pro pobre que não vê
Vejam os nosso estado
Está mais que acabado


Canalha e vampiro cruel
Falam e só falam pro papel
Nas ruas vamos multidão
Aclamar a ordem da nação


R E P E T E:
REFRÃO
LALARARA
Track Name: FELIZ É O LOUCO
Pode ser um sinal do tempo
Há duas formas para viver
Uma é colher o momento
Outra é a espera que comece a chover
Vais começar a enfrentar
Mesmo na chuva caminhar



Podem ser duras como um rochedo
As palavras que vou escrever
O horizonte tem um segredo
Tudo começa antes do anoitecer
Vais começar a flutuar
Mesmo sem asas pra voar

Feliz é o louco ó meu
Que tudo quer ver
Feliz é o louco ó meu
Que não quer poder



Pode ser um sinal do tempo
Há duas formas para viver
Uma é colher o momento
Outra é a espera que comece a chover
Vais começar a enfrentar
Mesmo na chuva caminhar

Feliz é o louco ó meu
Que tudo quer ver
Feliz é o louco ó meu
Que não quer poder
Track Name: ASSOBIO BÊBADO
Procuras a companhia
Perfeita pro teu dia
A tua freguesia tem um belo bar
Sempre em frente na rodovia
Assobiando com alegria
Outros que bebem a pinga
Também lá vão chegar

Vou no ombro de um amigo
Torto demais
Tenho um copo e um aviso
Não bebas mais
O vinho é nosso amigo
É bom demais
Não tens onde cair vivo
Daqui não sais

Fuma agora um cigarro
Sem pressa e mais um trago
Fala o vinho pro bagaço
Enche o copo até vazar
Troca o copo pelo jarro
Já estás a ficar gago
Bebes-te já quase um lago
Não vais parar

Vou no ombro de um amigo
Torto demais
Tenho um copo e um aviso
Não bebas mais
O vinho é nosso amigo
É bom demais
Não tens onde cair vivo
Daqui não sais

Ai a dor que eu já sinto por não te ter aqui
Só mais um doce em troca do azedo que vivi
--------------------instrumental-----------------------
Só mais um copo para matar o que senti
Track Name: POLÍTICO SINISTRO
Sou sinistro e mau político
Olha o estrago porque eu não pago
Troca o passo mais um mandato
O meu registo é ser ministro

Prometo o que eu não sei

Sou ingrato e mau candidato
Não interessa sou uma grande peça
É preciso ser um palhaço
E assim eu troco tudo por um tacho

Prometo o que eu não sei


E minto com tudo pra lá chegar
E não vejo a hora de ganhar

Sou um caso que não tem prazo
Não há pressa mas vais na conversa
Dou-te uma cantiga que vai dar briga
Ponho o povo no carreiro da formiga

Prometo o que eu não sei


E minto com tudo pra lá chegar
E não vejo a hora de ganhar

E minto com tudo pra lá chegar
E não vejo a hora de ganhar
Track Name: AI QUE MEDO
Ora vens, Ora vais
Quase sempre o medo, nada mais
Ora tremo, Ora gemo
Dentro das palavras tenho medo

Ai que medo, mas vivo sem ti
Serei capaz de te por um fim
Vamos em frente e dizer que sim

Ora vens, Ora vais
Quase sempre o medo, nada mais
Ora tremo, Ora gemo
Dentro das palavras tenho medo

Ai que medo, mas vivo sem ti
Serei capaz de te por um fim
Vamos em frente e dizer que sim

É sempre avante não tenhas receio
És dominante não ponhas o freio
Tens um caminho para outro sorteio
Tens o teu destino tens o mundo inteiro

Ai que medo, mas vivo sem ti
Serei capaz de te por um fim
Adeus pavor galopante e ruim
Vamos em frente e dizer que sim
Track Name: GOTAS DE COR
Da janela vejo um choro de dor
Que a chuva trouxe pra meu redor
Sinto no ar
O vento vai-me levar

A magoa voltou
E assim percebo quem sou
Com as gotas de cor
O Outono é o meu cobertor

huhuhuuhuhu

Caem folhas para o meu lápis pintar
Exclamo a saudade que está para chegar
Sinto no ar
O vento vai-me levar

A magoa voltou
E assim percebo quem sou
Com as gotas de cor
O Outono é o meu cobertor

A magoa voltou
E assim percebo quem sou
Com as gotas de cor
O Outono é o meu cobertor
Track Name: LÍRICO DE AMOR
Tens um olhar
Que pensa antes de falar
És um deserto pra explorar
O brilho que dás
palpita na noite fugaz
Nas duas faces és a paz

Aqueces o som
E brilhas sem luz de néon
Somos metades de um só
Sem qualquer temor
Libertas senso de valor
De ti o sol vai ter calor

Lírico de amor
Palavras para ti
No trilho és vencedor
Na Pintura és Dali
Lírico de amor
Essência de Jasmim
Sentimento sonhador
És solidão num jardim

O brilho que dás
palpita na noite fugaz
Nas duas faces és a paz
Sem qualquer temor
Libertas senso de valor
De ti o sol vai ter calor

Lírico de amor
Palavras para ti
No trilho és vencedor
Na Pintura és Dali
Lírico de amor
Essência de Jasmim
Sentimento sonhador
És solidão num jardim
Track Name: PERDE POR PERDER
Depois de tudo o que passou lá vai
Depois de mudo fala-se demais
A triste sina de classes imorais
Regem doutrinas e cortes salariais


Aqui vai ser sempre a tremer

Esta nobreza perde por perder


Respira Fundo que o banco hoje não dá
Mesmo ao pobre que ontem era Alá
É um nó cego das burlas senhoriais
Todos em fila nos falsos tribunais


Aqui vai ser sempre a tremer

Esta nobreza perde por perder

Esta nobreza perde por perder
Track Name: AMANHÃ VAIS VER
Traz de novo aquele olhar
Tens medo de ficar
E amanhã vais ver
Que a vida é para viver

Faz da sombra o teu lugar
Vens a tempo de mudar
E amanhã vais ver
Que a vida é para viver

O teu medo é denso e ilusão
Da forma estranha do teu coração
Que bate no fundo com o tempo a sofrer
Tens mais neste mundo a ganhar que perder

Vais fazer o dia anoitecer
Sem tentares perceber
E amanhã vais ver
Que a vida é para viver

O teu medo é denso e ilusão
Da forma estranha do teu coração
Que bate no fundo com o tempo a sofrer
Tens mais neste mundo a ganhar que perder